18 de julho de 2013

Adormecendo com a culpa


Desculpar-se por sentir, coisa essa que sempre fiz. Garota tola, pedir desculpa por ter sentimentos. Seria pior se não tivesse. O problema é esse negócio excessivo, sentir de mais, amar de mais, gostar de mais e até sofrer de mais. É uma conjunção, uma união de sobras infinitas. Sempre ouvi dizer que o de mais nunca é bom. Já quis discordar desse assunto, no entanto, nesse momento é mais um clichê se encaixando sobre mim. Cansei de fazer por mim e pelos outros, sabe? Amar por mim e pelo ser que deveria fazer o mesmo e na mesma intensidade. Essa coisa de nunca receber é culpa minha. Quem sabe se eu soubesse administrar a confusão que se passa aqui dentro, receberia meus méritos. Sou culpa parcial de minha expectativas fracassadas. Preciso mudar e aprender a viver no mundo humano? Ser mais um ser vazio a vagar em busca do nada por aí? Com toda minha sinceridade, eu não sei. Eu quero ouvir o sussurro da felicidade no meu ouvido, a brisa de sua presença ao meu lado. Pelo menos por um breve intervalo de tempo e não adormecer com a culpa.

- Gabrielle Roveda

2 comentários:

  1. Parabéns pelo texto, você escreve super bem :)

    beijinhos ;*

    http://noostillo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Gabriela
    Muito bacana esse seu texto tão jovem e ja escrevendo bem assim parabéns muito bom.Te convido a participar de um concurso de fotos que esta rolando no meu blog,a foto mais bacana escolhida pela nossa equipe vai ganhar um premio muito especial.Participe !!!

    bjos

    http://framboesabrazil.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...