13 de janeiro de 2014

As estrelas também sorriam


A noite estava quieta. A neblina havia descido e um misto de desfocagem se via diante dos olhos. Ao longe um burburinho de pessoas, mas ali sentados num canto somente eles dois. Sozinhos abaixo das estrelas, os corpos quase se tocando. O pensamento longe, quem sabe o dele nela e o dela nele. A música tocava nos fones de ouvido compartilhados, uma melodia calma, serena e linda. Fazia silêncio lá fora, exceto pela voz dele vez ou outra cantando alguma parte da música para o vento. Ele visualizou a hora, 00:00 e olhou-a nos olhos.

- Meia-noite, faz um pedido! - mostrou-lhe o celular.

- Não posso.

- Por quê?

- Eu pediria para essa noite nunca terminar. - suspirou e olhou para a lua - Qual seu pedido?

- Você. 

Houve um minuto como se o tempo tivesse parado. Seus olhos a encaravam e seus lábios pediam um beijo. Mas...  ela apenas sorriu e ele retribuiu. Lá em cima, pontinhos de luz pareciam piscar. As estrelas também sorriam.

4 comentários:

  1. Que fofo *--*

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que perfeito. *-*

    http://www.papodemeninasaer.com/

    ResponderExcluir
  3. nossa,queria um pouco dessa história na minha vida real!! lindo*-*
    http://septemberr21.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que palavras lindas, muito bem escrito o seu texto *.*
    leehlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...