8 de fevereiro de 2014

Quando os arrependimentos batem à porta


E quando os arrependimentos batem à porta o que nos resta é aguentar. Eles insistem e mesmo não querendo abrir e deixá-los acomodar-se, acabam permanecendo. Aquela angústia repentina, a dorzinha acima da barriga e aquela leve sensação de embrulho no estômago juntam-se e formam o kit completo de ruínas horrendas. É ruim ser magoado mas também dói magoar alguém. Aquilo se aconchega ali e resolve morar por um tempo, brinca com os sentimentos confundindo até a mente. Raciocinar não entra mais em questão e pensar vira inconsciente. As coisas costumam piorar com essas dores, sentimentos ruins e exagerados tomam conta. O mundo inclusive nos dá as costas. Nosso lugar volta a ser o mesmo, o canto sem luz, sem cor, sem vida. A porta trancada, a cabeça inquieta, a dor chegando de mansinho e os arrependimentos girando, girando, girando... estrelinhas que piscam sem parar diante à pálpebra fechada de uma garota solitária com seus momentos de dor.   

- Gabrielle Roveda

4 comentários:

  1. Que texto lindo <3
    http://diariodeumapacoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O pior de tudo, é o arrependimento.

    Blog: http://www.papodemeninasaer.com/
    Tá rolando um super SORTEIO, vai perder?!: http://www.papodemeninasaer.com/2014/01/sorteio-ofertas-da-semana-da-loja-tudo.html

    ResponderExcluir
  3. Lindo <3

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...