10 de março de 2015

Vale a pena assistir?: Cinquenta Tons de Cinza


Filme: Cinquenta Tons de Cinza
Título Original: Fifty Shades Of Gray
Gênero: Romance
Diretor: Sam Taylor-Johnson
Lançado: 2015
Nota: ✰✰✰✰

               Capa:
Cinquenta Tons de Cinza
Não é preciso falar muito sobre a adaptação do livro de E. L. James pois, de alguma forma, todos conhecem os principais fatos da trama. Pois bem, Anastasia Steele é a típica garota inocente, romântica e recatada (não, ela não é sem graça) e Christian Grey é o empresário rico, dominador e auto-confiante que quer ter ela como sua submissa. O que acontece? Há, vocês sabem, ela se apaixona, descobre os segredos dele e tenta se acostumar com a ideia de se submeter aos seus gostos peculiares (como ele os chama). E não, não é um filme pornográfico. Digamos que "American Pie" mostra mais do que Cinquenta Tons de Cinza.

Não li os livros e nunca tive interesse nessa história, porém, o fato de uma grande amiga e crítica ter assistido o filme e ditado sua opinião bem elaborada sobre a trama me fez querer conhecer um pouco do que a diretora Johnson preparou para os espectadores. Não tenho preconceitos com o filme, nem nunca tive, só que essa adaptação surpreendeu meus conceitos anteriores. Posso dizer que realmente: eu gostei.

Não que eu esteja babando e vangloriando toda a perspectiva do filme, mas a história vista na tela é realmente boa. Pensei que Anastasia seria um tipo Bella de "Crepúsculo"como a maioria a descreve, e a Bella consegue me irritar com uma facilidade... E no mais, jurei que a trama seria parecida, embora sejam histórias bastante distintas. Anastasia é sim uma mulher meio tonta (quem sabe mais tonta ainda nos livros), mas ela mostrou seu desenvolvimento durante cada cena do filme. Confesso que encaro Cinquenta Tons de Cinza um tanto machista pelo tema, porém me surpreendeu o fato de a Anastasia não se deixar submeter por completo ao Christian, ela passava por cima de muitas coisas das quais ele pretendia. E é por isso que o filme saiu do zero para uma nota bem acima para mim.

Confesso que Jamie Dornan como Sr. Grey fez muito bem o seu papel, não demonstrando sentimentalismo em quase nenhuma cena (seu sorriso foi visto duas vezes?) e que ao mesmo tempo demonstrou o carinho necessário que sentia por Anastasia. Tá certo, o filme era bem contraditório: ele dizia que não fazia amor com ninguém, mas cedeu sua exceção; ele disse que nunca dormiu com ninguém, mas com ela sim; e disse que não era um homem de flores e chocolate mas tudo o que fazia era muito romântico. Quem sabe seja todas essas contradições, inclusive de Anastasia não ter sido totalmente ingênua e ter uma grande auto-confiança consigo que me fez adorar a adaptação. Não creio que irei acompanhar a sequência de filmes e nem mergulhar nas páginas dos livros, mas para um filme com esse conteúdo foi muito de bom grado. 


ELENCO PRINCIPAL:

VEJA O TRAILER: 

ALGUMAS CENAS:

Corre para o cinema, ainda dá tempo, e sim, vale a pena assistir.  

2 comentários:

  1. Adorei a sua resenha. Foram poucas as pessoas que conheço que gostaram desse filme. Eu infelizmente não gostei tanto assim.
    Beijos | http://www.modismodemais.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor! Também conheço poucas pessoas que gostaram, pensei que eu seria mais uma. Mas em pequenos detalhes o filme realmente me surpreendeu.

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...