26 de junho de 2015

[1.000 músicas] Pensando alto


Parei de tocar aquela música, aquela que você nem sabe que é nossa, e depois de ouvir a voz do Ed Sheeran por quase uma hora na cabeça eu pensei alto demais. A chuva caía lá fora, dava para ver o manto fino diagonal que descia em livre arbítrio pelo céu e eu lá, do lado da janela, com um violão descascado na lateral trocando acordes com a saudade enquanto isso.

A voz dele gritava seu nome em cada passar de verso e parei para escutar quando, por incrível que pareça, desenhou meu pensamento naquela letra aleatória. Pois é, as pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas e o amor talvez esteja bem aqui mesmo. Somos tão cegos assim para enxergar?

Nunca fui fã de olhos castanhos, não que eu quisesse arrancar os meus por nascerem tão sem graça, mas os seus contavam uma história. Uma história que me prendeu em grandes dois míseros segundos, algo de Edgar Allan Poe não chegaria aos pés do que seu olhar poderia estar preparado a me contar. Que me perdoem os não fãs de clichês, mas naquele segundo o tempo pousou seu dedo velho no ponteiro do relógio e ali, meu mundo estagnou.

Eu desenhei cada traço do seu olhar firme em câmera lenta, cada risco preto em contraste com esses olhos castanhos profundos quase comuns. Eu desenhei uma noite estrelada e um impulso distante do gosto do seu beijo, seus braços percorrendo minha pele arrepiando cada novo espaço descoberto e o sorriso inevitável entre algum tocar de lábios. É, se apaixonar pode ser algo misterioso e pelo simples toque das nossas mãos eu senti que seria mesmo.

Quando minhas mãos não tocarem mais essa música do mesmo jeito e quando não houver palmas suficientes, nem platéia, eu sei que você vai estar aqui de alguma forma. Quando os dedos calejados não me permitirem nenhum acorde eu ainda poderei cantar ao som de uma voz desafinada e lembrarei daqueles mesmos olhos tão dóceis de uma tarde de inverno. Você não está aqui e o domingo parece mais frio desse jeito, eu sei que sou uma romântica incorrigível, mas suas caras de desgosto não me farão pensar diferente. Eu sei, estou pensando alto, mas talvez tenhamos achado o amor bem aqui.


** Texto baseado no projeto 1.000 músicas para escrever sobre
Música "Thinking Out Loud - Ed Sheeran". **

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...