3 de julho de 2015

[642 coisas] Carta à quem encontrou o amor no mar


Caro descobridor de garrafas perdidas no mar,

Ainda não tenho certeza do que é, suponho que possa ser um simples banhista ao recolher uma garrafa poluindo a paisagem, como também possa ser um marinheiro pescador que a tenha recolhido do mar em uma de suas redes de pesca. Bom, desde que essa garrafa não tenha sido engolida por algum animal, quero apenas que saiba que é a pessoa incrível que vem a realizar um dos sonhos meus. 

Não tenho certeza de quanto tempo essa pequena obra de vidro guardando um mísero pedaço de papel e essa rolha quase impossível de arrancar tenham viajado pelos mares. Não sei se hoje ainda estarei aqui para poder lhe confirmar minha existência, mas quero lhe dizer apenas que nessas minhas míseras duas dezenas de vida, enquanto escrevo nesse pedaço de papel, eu tenho algo tão profundo quanto o mar para contar. Você acredita em magia? Não falo de sereias, bruxas ou mitos à parte que já deves ter ouvido. Vamos direto ao ponto, você acredita na magia do amor?

Oh, desculpe-me ser tão direta. Que idade tem? Ah, não importa, para o amor não há idades. Creio que para ter esbarrado nesse pequeno objeto de vidro esteja à beira do mar ou o enxergando em sua imensidão, sente a brisa? Consegue respirar a calma que as ondas se agitando lhe trazem? Eu consigo, nesse momento também sinto o estrondo da onda chocar-se com a pedra e o vento trazendo as poeiras dos grãos de areia cegando os olhos por segundos. 

Não perderei muito tempo, quero deixar claro que eu tive um amor de verdade e não pude o segurar para mim. Eu tive que o deixar ir, assim como os grãos de areia quando escorregam de nossas mãos, assim como a água quando escapa entre os nossos punhos fechados. Eu precisei dar-lhe liberdade para viver no oceano tão profundo de incertezas. Fui obrigada a deixar a onda o levar para longe de mim, fui esquecida como a mancha dos respingos de água salgada nas rochas é quando o sol a seca. 

E doeu, imagina o quanto doeu? Sabe quando a água salgada do mar entra pela boca ou pelo nariz e aquela ardência ruim te domina por dentro? Foi quase assim, eu senti as travessuras do oceano brincando com o meu corpo flutuante ao mar. Eu senti um buraco travesso me puxando para seu redemoinho de água salgada e senti a imensidão azul me engolindo onda a onda. Machucou, ardeu muito, foi como uma cabeçada numa rocha depois de se afogar... mas eu sobrevivi. Estou aqui para dizer o quanto as profundezas podem ser traiçoeiras e afirmar que é a margem que te puxa para dentro com sua beleza misteriosa. 

Nem tudo é lindo no mar, nem toda a brisa te acalma e nem todo o sol te faz querer ficar. Às vezes temos que compreender que o que mais amamos é sempre o que mais nos machuca, afinal decepções não vem do que não importa. Quero dizer com essa metáfora inteira guardada, quem sabe há anos ou dias, nessa garrafa tão cheia de história que eu aprendi a nadar. Aprendi a me virar numa imensidão sem fim, aprendi a fazer malabarismos nos redemoinhos da vida e a surfar nas maiores ondas. Eu realmente aprendi que caminhar sobre a água é se deixar flutuar na vida alegrando a alma. Quero que nunca deixe de sentir o encanto que vem do amor, pois toda onda deixa suas cicatrizes na areia. Há amor num pedaço de vidro jogado ao mar e se você já o encontrou, saiba que nunca mais irá perdê-lo. O amor é imensidão e cedo ou tarde, você vai ser engolido por ela. 

Por favor, não deixe de aceitar um sentimento tão puro por alguma dor sufocante. Acredite em magia, acredite quando a brisa lhe sopra o amor no passar das estações.

Gabrielle Roveda.
Marinheira de garrafas.
 Julho, 2015.

** Texto baseado no item 54 do desafio 642 coisas sobre as quais escrever. **

4 comentários:

  1. Que texto mais amor ♥ Sempre ouvi dizer que o que amamos geralmente é o que nos machuca, e passei a levar como um tipo de lição depois que encontrei uma frase parecida no filme A Última Música. O amor é frágil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor! ♥ Já ouvi algo parecido nesse filme que é por sinal um dos meus favoritos! O amor é muito frágil.

      Excluir
  2. Gabi!!!! Que texto fantástico! Se eu gostei!??? Eu simplesmente amei!!!!!! <3 Você traz uma mistura de de simplicidade com aquilo que é profundo... Puro! Adorei a forma que você se expressa! <3

    Parabéns flor!!!
    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, obrigada flor! ♥ Que bom que gostou, que linda! ♥

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...