11 de setembro de 2015

[642 coisas] Por que eu escrevo?

Com olhos de artistas até um simples raio solar é inspiração, pintores os interpretariam por trás de imagens, músicos através de sons e letras combinadas, atores ou dançarinos pelo suave movimento e do corpo e da interpretação e escritores teriam o lindo trabalho de descrever algo que ascenda lembranças ou ative a imaginação. Somos seres iluminados, não somente pelos raios solares, mas por termos adquirido, seja desde sempre ou com trabalho duro, o dom de sermos artistas.

Escritores enxergam o mundo muito mais além, preocupam-se com detalhes pequenos e tentam descrever as imagens que carregam consigo nas lembranças, os aromas que já sentiram, os medos que os perseguiram e até a forma como um vento mais frio, mais fino, mais suave conseguiu lhe arrepiar os pêlos dos braços. Ser artista é um privilégio que muitos deveriam saber desfrutar mais, aproveitar mais, amar mais. Acredito que todos possam ser quem quiserem ser mesmo que muitos tenham que batalhar horrores e outros nem tanto. Mas, todos sabemos que para se chegar à algum lugar dependemos de amar aquilo que fazemos. E eu escrevo porque amo.

Escrevo para me libertar de ânsias e palavras que jogadas num papel me enchem de orgulho. Escrevo para sentir mais racionalmente, para viver mais leve. A escrita nos liberta, assim como todas as artes. Escrevo porque é uma das formas mais incríveis de guardar momentos, cheiros e sabores que acumulei da vida. Escrevo pois só assim garanto ao meu cérebro as minhas lembranças menos marcantes. Todos sabemos que momentos vão se dissipando e descrevê-los é como jogar uma bóia num mar turbulento que os engoliria por inteiro.

Escrevo para criar novas vidas que não são tão reais assim, para criar mundos onde meu eu possa se encaixar e ser o que minha imaginação permitir. Escrevo me colocando em cada personalidade criada, colocando cada pessoa que passou na minha vida com seu jeitinho em algum lugar no meio de tantas palavras. Todos temos algo de bom para deixar e quando escrevo acabo revelando os bens em meio à inspirações que pareciam ser ruins. Escrevo para me completar, pois vim ao mundo incompleta. 

Não escrevo simplesmente para me sentir satisfeita com aquilo que escrevi, coloco meu coração no papel e o contorno traço a traço até que eu sinta a perfeição. E quando falo de perfeição não comento sobre as regras gramaticais ou mais mil outras regras de uma boa escrita, meu sorriso depois de reler é a síntese que espero depois de colocar minha alma na junção de algumas palavras. E o prêmio vem quando lêem ou quando eu leio e acho maravilhoso. A escrita é uma arte que surpreende até quem mesmo a escreve. 

**Baseado no item 276 (Por que você escreve?) do desafio 642 coisas sobre as quais escrever**

6 comentários:

  1. Oiii! Eu vi uma TAG sobre escrever sobre a escrita em um blog tambem. Achei que teu texto ficou bem poetico. Parabens. Beijinhos

    http://www.verdadeescrita.com/procura-se-um-pa/

    ResponderExcluir
  2. Escrever é um dom que é quase impossível não se apaixonar pelas palavras ou pelo peso que cada uma carrega, seja ele bom ou ruim. "Não escrevo simplesmente para me sentir satisfeita com aquilo que escrevi, coloco meu coração no papel e o contorno traço a traço até que eu sinta a perfeição." Teu texto ficou incrível, como sempre ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, nós bem sabemos o quão bem a escrita pode fazer.
      Obrigada flor, generosidade sua. ♥

      Excluir
  3. Como é bom escrever. Despejar tudo aquilo que tá guardado no peito e na mente.
    Teu texto descreveu direitinho esse sentimento!

    http://umcontosemponto.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom escrever! Quem escreve sabe o quão delicioso é colocar sentimentos no papel ♥

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...