30 de outubro de 2015

Era para estarmos juntos nessa

Já faz tanto tempo e eu ainda lembro do brilho no seu olhar quando discutia seu futuro incerto cheio de milhares de metas e sonhos. De todas aquelas incertezas mantive uma única esperança: estaríamos juntos sempre. E hoje nos tornamos tudo o que menos temíamos. Somos pedaços de sonhos construídos tentando levar a vida sem todo aquele antigo planejamento. Corpos que escolheram caminhos opostos, cada um para qual seu destino guiou deixando para trás toda a essência de quem, trabalhando juntos, se achava invencível.  

Queria que soubesse que consegui dar um passo gigante em direção à aquele maldito sonho que eu mesma não acreditava que fosse conseguir, e sabe, lembro das suas palavras autoritárias e dóceis ao mesmo tempo em tom sublime dizendo que eu conseguiria. Você acreditava em mim, não somente acreditava como me fazia enxergar mais de um palmo à minha frente, me fazia ver quem eu realmente era e todo o resto que eu podia estar destinada a ser. Bastava dar um passo e eu seria a escritora do meu próprio futuro. 

Demorei mais para colocar em prática todos aqueles planos, foi difícil tirar do papel quando se tinha que subtrair uma pessoa de tantos sonhos sonhados juntos. Eu me vi desmoronar e quase jogar fora tudo aquilo que já tinha construído, mas não o fiz. Ergui a cabeça e me olhei no espelho, tal como você sempre mandou. Vi quem era a garota feita de destroços colados com cola quente e aquele pedaço remendado no reflexo abriu os olhos para o mundo. 

Escolhi caminhar sem você, você sem mim. Fomos um para cada lado, rumo à precipícios e não somente meros obstáculos. Cada qual com seu entusiasmo guardado no bolso, sua gota de esperança à escorrer pelas têmporas e suas lembranças de um amor inocente e sutil. Eu sinto sua falta de vez em quando depois de escalar as montanhas de sentimentos guardados e rever o último gole de água que me resta. E me pergunto milhares de vezes até que ponto você chegou, aonde ainda quer chegar e como andam todos os novos planos.

Espero que siga sempre em frente, sem temer as cavernas escondidas. Que mantenha esse lindo sorriso no rosto e a personalidade cheia de determinação que sempre ficou estampada no seu olhar. Eu não desisti do nosso mundo dividido ao meio, segui com meu pedaço esquecido e torço para que do que restou do seu se torne real. Era para estarmos juntos nessa, mas não deu. Somos duas metades vagando em busca de um mundo de sonhos que possam nos completar.

** Tema (Mas era pra gente tá junto nessa) indicado pelo grupo +QP - Mais que palavras para o mês de outubro**

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...