19 de outubro de 2015

Tag: Loucas por ballet

Estou dando um up mais a minha cara para o blog e estou preparando muita novidade para 2016... sei que ainda é só outubro, mas é bom se programar, certo? E pensando nisso resolvi fazer uma coisa que não faço há muito tempo: Tags. Obviamente começaria com algo que nem tem a ver comigo, imagina só se eu não encontraria uma tag sobre ballet para conversar com vocês. Pois bem, ela em sua maior parte é respondida por vídeos, mas como ainda não inaugurei o canal (o que só vai acontecer no início de 2016, tcharaaam!!!) vou responder somente aqui por enquanto. Voilá?
**A tag foi criada pela Rebeka do blog Meu Provador.**

1. Você faz/fez ballet há quanto tempo?
Faço ballet há três anos, comecei quando quase estava completando 17 anos. Sim, totalmente tarde perto da maioria das bailarinas. Digamos que minha história com a dança seja algo legal para contar posteriormente, já que meu pai não aceitava muito que eu quisesse ser bailarina e preferia que eu me mantivesse dançando algo tradicional do Rio Grande do Sul, ou exatamente, dança gaúcha. Nada de machismos e sim preferencias, ele mais quis era me guiar para o seus gostos, mas foi só eu ter autoridade sobre mim o suficiente que decidi que seguiria meu sonho mesmo pensando não estar mais apta a dançar. E descobri que nunca é tarde para nada que se queira muito, fica a dica.  
2. Você lembra da sua primeira professora de ballet?
Claro que lembro, mas sinto em dizer que não foi ela quem realmente me colocou nos eixos do ballet clássico. Minha primeira professora foi a Patrícia Johnson, apesar de excelente professora não via nela alguém que eu precisasse. E eu precisava de uma professora que realmente fizesse eu me esforçar, enxergasse erros, pedisse para eu corrigi-los, enfim, alguém muito mais atenta à mim. Foi aí que procurei uma das professoras de dança da minha cidade alguns meses depois que eu admirava muito há tempos, Deise Ceccagno, da Aplausos Studio de Dança, é a pessoa que me criou nesse meio e sou extremamente grata por toda sua técnica ter tido e estar tendo um efeito incrível sobre mim.
3. Qual o passo que você tem mais dificuldade e o que mais gosta?
 Um passo que veio me esforçando bastante em conseguir uma técnica melhor é o Adagio no centro principalmente, onde tenho que treinar muito força, resistência, postura, técnica e graciosidade junto e meio que acho chato os Rond de Jambe . Amo muito grand jetés, pirouettes, déboulés, pique turns e os lindos fouettés que ainda não saem como o desejado.
4. Com quantos anos você começou a usar sapatilha de ponta?
Comecei a usar a sapatilha de ponta aos final do 17 anos, mas estou realmente boa o suficiente hoje em dia, aos final dos 18 anos. 
5. Qual a marca de roupa/sapatilha de ballet que você mais gosta?
Quanto a roupas uso bastante coisas da SóDança, da Ballare e da Capézio, acho que são as marcas mais presentes nos meus ensaios. Minhas sapatilhas de meia-ponta são da capézio uma com a sola inteira e outra com a sola divida. Minhas duas primeiras pontas foram da Capézio, uma Partner Student e a outra 184 Professional, a que uso hoje em dia é a Toshie Reforçada da SóDança e das três a que melhor se encaixou com meu tipo de pé. 
6. Qual a altura do seu coque?
Alto, gosto de deixar ele na altura do rabo de cavalo que fica um pouco acima da linha dos olhos e amo rabo de cavalo alto. Então fica aquele detalhe bonitinho quando coloco alguma coroa de flores ou um enfeite em cima, ao redor ou em baixo do coque.
7. Com que frequência você se alonga?
Todo dia, tendo ou não aula e ensaio de ballet. Sempre estou buscando melhoras e como todo dia faço algo relacionado à atividade física, depois de me aquecer estou sempre aproveitando para me alongar um pouco.
8. Qual parte da aula que você mais gosta?
Adoro as sequências da barra, mas sou doida pelos saltos e piruetas na diagonal ou no centro. Então, meio que não tem uma parte tão preferida assim.
9. Você já saiu passando a coreografia no meio da rua?
Posso dizer que: sempre? Estou toda hora dançando, até no chuveiro acabo me pegando fazendo passos de ballet, acho que essa coisa de ser bailarina vem da essência... é um pouco maior que os seus próprios comandos cerebrais. 
10. Qual o ballet de repertório que você mais gosta?
Sou louca por Giselle, pela história, pela personagem, pelo figurino, por tudo. Sério, já assisti umas mil vezes o repertório e não canso. Depois desse gosto bastante de O Quebra Nozes, isso porque fui fã do filme da Barbie sobre o repertório desde que era criança e foi ali que meu amor pelo ballet surgiu com tudo. Também amo muito Coppélia e Sleeping Beauty (A Bela Adormecida).
11. Qual a Personagem que você mais se identifica?
Como comentado antes, Giselle, com toda a certeza. Ela tem um espírito meigo, se apaixona fácil por tudo, é nobre mesmo sendo camponesa, sofreu por amor e ainda assim tentou salvar o seu amor e acima de tudo ama muito dançar. Com certeza me identifico completamente com a história da Giselle. (Vídeo acima: parte do repertório de Giselle)
12. Qual a bailarina que você se espelha?
Me espelho em duas bailarinas em especial, Svetlana Zackarova e Evgenia Obraztsova (a que esta no vídeo acima). Ambas por sua técnica incrível e expressão principalmente. Pois acho que dança sem expressão não é tão dança assim, sou apaixonada pelas duas dançando. 
13. Qual o truque que você usa para cuidar das bolhas/pés doloridos?
Dificilmente tenho bolhas, mas meus pés ficam bastante doloridos depois do uso das pontas. Costumo colocar esparadrapo nos locais de mais atrito com o box da sapatilha principalmente e uso uma ponteira de silicone pois é a que menos me deixa com dor durante o uso. Fora isso, cuido bem para as unhas ficarem no tamanho ideal para não encravarem e quando estou muito dolorida coloco os pés na água fria por um tempo para relaxar depois das aulas. Ajuda bastante.
14. O que você sente quando está dançando? No palco/sala de aula?
Me sinto completa. Parece que a dança é aquilo que falta no meu dia sabe, que sem me sentir dançando eu não respiro todo o ar necessário, não sinto tudo o que o dia me planejou. Não sei, acho que a dança se tornou parte de mim e sei que sem ela é bem difícil levar a vida. É uma das coisas que mais me faz feliz. 
15. Diga um momento inesquecível que o ballet proporcionou a você.
Meu pai na chuva me vendo dançar na praça da minha cidade e o fato de ele se orgulhar por ter uma bailarina em casa hoje em dia. Sério, jamais pensei que ele fosse me apoiar, já que queria tanto que eu seguisse para o lado da dança cultural do estado. Mas hoje em dia ele vê todos os benefícios que o ballet trouxe e vem trazendo para a minha vida e me vê como uma bailarina incrível, sendo que nem sou nada disso. Ver meu pai agindo assim me faz crescer mais ainda. E outro momento inesquecível foi ver minha mãe chorando de felicidade na minha primeira apresentação pois o sonho dela era ser bailarina desde pequena e por motivos financeiros ela nunca conseguiu, mas eu realizei o sonho dela, da mulher bailarina que ficava sussurrando melodias e dançando na cozinha. 
16. Você gosta, ama, ou é louca por ballet?
Acho que depois dessas respostas não preciso responder essa. Mas uma coisa é certa, todo tipo de dança me encanta. Todo tipo de arte me fascina. E bom, quanto ao ballet, vocês já sabem, né?

2 comentários:

  1. Amei essa tag! *-*
    Eu estou voltando para o ballet, daqui a pouco vou responder também! :)
    Beijos!

    conexaolunar.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...