11 de fevereiro de 2016

Leio ou não?: A Menina Que Colecionava Borboletas - Bruna Vieira

Autor: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Gênero: Contos e Crônicas
Páginas:  150 páginas.
Nota: ✰✰✰✰

Uma das minhas blogueiras referência, por mais clichê que já possa parecer, sempre foi a Bruna Vieira. Confesso que não visito com frequência as redes sociais ou acompanho totalmente os rumos da blogueira e também que não me interesso pelos livros que não sejam de contos e crônicas que ela lança. Já que realmente admiro a pessoa que a Bruna é, não seria diferente admirar seus escritos sobre o que ela já viveu ou sentiu e é por isso que A Menina Que Colecionava Borboletas conseguiu me tocar de uma forma leve e incrível. O livro reúne alguns contos ou crônicas da blogueira, muitos voltados para experiências vividas, já outros simplesmente inventados a partir de uma ideia, porém ambos nos trazem alguma reflexão, deixando claro que o livro realmente veio com o misto da coleção de sentimentos da autora.
"Conheça o mundo. Não necessariamente em uma viagem. Ás vezes, o que a gente precisa mesmo é olhar tudo de uma perspectiva diferente."
Não era fã de livros assim, o que eu gostava mesmo era de virar horas lendo textos na internet, mas fui abrindo a cabeça em relação a isso e me deparei com o fato de: para que abrir mil páginas num navegador se posso ter em mãos as palavras de alguém que admiro? Pois bem, foi aí que comecei a aderir novas leituras e diminuir esse meu "pré conceito", comecei com as crônicas e contos do Frederico Elboni e por fim cheguei até a Bruna Vieira. Vamos ao contexto, a maioria dos textos relata o amor vivido de diferentes maneiras: pelo namorado, pelo ex, pela liberdade, por si mesma, pela mudança. Enfim, a Bru deixou claro no livro que para ela tudo é questão de amar algo e ter paciência com o que dá errado. Uma perspectiva muito bem pensada de uma garota de vinte e poucos que vive raciocinando sobre a vida. 
"É uma questão de tempo. Do clichê e incontrolável tempo. Não tem jeito, mais cedo ou mais tarde você vai olhar no espelho, ou para a bagunça do seu novo quarto, e se perguntar: quando foi que as coisas mudaram tanto assim?"
Sempre temos algo a aprender com cada ser humano que passa por nossas vidas, uns nos ensinam menos, outro falam o que já sabemos e tem aqueles que chegam com uma teoria nunca vista antes. No livro tem os três. A Bruna Vieira escreveu a obra quando já estava numa fase um pouco mais madura da sua vida e por isso conseguiu abranger um público legal que já tinha passado pelas mesmas coisas, mas também um público que ainda não teve algumas experiências, mas que, no futuro, sabe que vai ter. Então dá para pensar e refletir no que autor e leitor tem em comum, guardar aquele "conselho" legal para um futuro ou simplesmente aprender aos poucos novas experiências com as palavras de alguém que já aprendeu algumas. O livro é super recomendado para quem é apaixonado por textos.

Sinopse (via skoob):
Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. A garota do interior que usa batom vermelho e que realizou seus maiores sonhos continua inspirando adolescentes de todo o país. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí. 

Trecho do livro:
"[...] Não é sobre se esconder atrás de antigas mágoas. É sobre usá-las como referencial. Às vezes a gente simplesmente se esquece que houveram outros dias ruins, sabe? Amadurecer tem um pouco a ver com usar experiências passadas para não cometer novos erros, por isso, tudo bem desenterrar o passado só pra ter certeza de que a raiz é forte e que esse vento uma hora ou outra vai passar. As estações mudam, independente do lugar do mundo que você está. [...]"

14 comentários:

  1. Eu sempre gostei bastante dos textos do blog dela, mas nunca consegui me prender nos livros, algo sempre me afasta deles, nunca entendi o motivo. Apesar de tudo, o livro é um encanto ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensava a mesma coisa, mas daí ganhei o livro de presente e como queria uma leitura rápida me aventurei por ali mesmo. Gostei bastante porque não esperava nada de especial do livro, então acho que minhas expectativas foram superadas! ♥

      Excluir
  2. Eu não curti, esperava muito mais do livro e não foi o que aconteceu </3 Me serviu de ajuda para entender cronicas e cronistas mas nada mais do que isso.

    irianneveloso.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gostei do outro livro que ela lançou de crônicas e textos "Não Sei Nada Sobre o Amor" que são colunas que ela escreveu para a Capricho, achei bastante voltado para um público mais novo, mas desse eu gostei sim. ♥

      Excluir
  3. O livro é bem bonitinho, dá vontade de folhear só para ver as figuras. Mas não sou fã de livro de crônicas. Acho que é por isso que nunca quis publicar um.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite,
    Como vai?
    Hum..posso dizer que não conhecia a blogueira nem o livro?
    Gente,tô por fora de tudo kkkkkk

    Muito obrigado pela visita ao meu espaço e pelas palavras.

    Beijos
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? hahaha
      Bom, acho normal. Sou assim também, muita gente chega e fala de tal pessoa que faz não sei o que e eu fico pensando "quem? quando? onde?" hahaha ♥

      Excluir
  5. Oiii Gabrielle!! NAO leia! HAHAHAHAHA Esse é meu conselho.. Eu curto os textos dela.. mas os livros não prendem, falta um pouco de contexto e coesão.. não sei. #ficaadica HAHAHAAHAH Talvez eu tenha ido com muita sede ao pote também.. Beeeeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha Nunca li os outros livros dela, fora as crônicas e o que eu gostei mais ou menos realmente foi esse, acho que por causa da leveza dos textos! ♥

      Excluir
  6. Confesso que nunca li nenhum livro de crônicas da Bruna, tenho os dois romances, o "De volta aos quinze" e "De volta aos sonhos". Tive sempre muita expectativa devido a todo o caminho dela e tal, mas me frustrei com os livros, não conseguiram me prender e como a Rebeca disse, parece que falta alguma coisa. Achei o modo dela de escrever diferente, não sei explicar. Gosto das crônicas mais recentes que ela publica no blog, mas ultimamente ela não anda mais publicando. Não sei se compraria ou não os livros :/
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou confessar que não tenho interesse nesse tipo de livro da Bruna e como ganhei os dois de crônica que tenho, li por ser uma leitura rápida. Num me decepcionei, no outro achei suave e fofinho, daí acabei gostando! ♥

      Excluir
  7. Quando eu comentei sua postagem lá no Skoob, não tinha reparado que era uma resenha, achei que você só tinha marcado como lido, sabe? No fim das contas, vim conferir sua opinião completa e o fato é que quero muito ler esse livro.
    Eu simplesmente adorei os quotes que você selecionou e me emocionei com eles, rs.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindinho e todo bem trabalhado. Não é o melhor de crônicas que já li, como comentei no skoob, porém é o melhor dela! <3

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...