2 de fevereiro de 2016

Sobre deixar ir

Tem certos momentos na vida que não queremos nos despedir por mais que já tenham ido embora há tempos. Ontem vi sua foto na página inicial de uma rede social qualquer, você: tão mudado, tão diferente do que conheci. Pouco tempo se passou e a gente mudou tanto. não é? Não te vejo mais como o garotinho que conheci, tão precoce, tão sem experiência com a vida ainda. E sabe, eu gostava daquele garoto infantil, gostava de descobrir o mundo ao lado dele. Gostava não, gostei. 

Mas hoje não vejo um mero garotinho de olhos brilhantes para as coisas novas do mundo, vejo um semi sorriso maduro, um olhar um pouco mais firme e menos, muito menos daquela dose juvenil. Aonde foi parar aquela essência com gostinho de bala de iogurte? Aquela coisa doce que via nos teus olhos? É, meu amor, o tempo passou. Mais de um ano, menos que cinco. Pouco? Talvez, acho que o suficiente para eu entender.

Ontem vi sua foto na mesma página conhecida que checo todos os dias e ao lado daquela maturidade refletida eu vi o amor. Enxerguei naquela garota todo o teu sentimento aprisionado, senti amor por ela porque aprendi a enxergar através do teu olhar quando ainda compartilhava meu mundinho contigo. Sei que o que sinto pouco importa, meu desabafo nem é tanto por você, é por mim mesma. Relaxa. Pensei que não aprenderia uma forma de dizer adeus, na verdade demorei muito para poder pensar em deixar você ir e quando eu vi, você já tinha ido fazia tempo. Quem sabe foi essa a maneira que encontrei de manter o amor que já foi compartilhado aquecido aqui dentro, sem precisar da sua peça de quebra-cabeça para no meu jogo encaixar. Aprendi a viver sem você e ao mesmo tempo alimentar meu sentimento.

Amar sozinha é desamor e eu sei bem, mas para mim o amor verdadeiro vem do quanto se pode aguentar algo não correspondido e continuar amando. Fui assim com você, sou assim até hoje. Jamais irei guardar rancor e por mais bobo que isso ainda possa parecer vou te amar em silêncio vendo seu amor ser dissipado em outros corações. É difícil deixar ir e ver que não se tem um plano B que pode resolver a dor que se espalha no coração, logo a dor vira lágrima e da lágrima sobra apenas o entendimento de que o amor é muito mais que um coração aquecido, é a forma de aceitar o livre-arbítrio do outro e ficar feliz mesmo que a dor queira te atingir. 

6 comentários:

  1. Desapegar é importante demais. A gente precisa saber a hora de dizer adeus e mais ainda de ficar. Temos que ter um equilíbrio e focar no pensamento de que não estamos ali sozinhos, temos alguém por perto e essa pessoa precisa estar feliz também. O desapego é essencial para que as coisas se tornem laços ♥ Adorei o texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, se não o que era para ser laço vira nó. Que bom que gostou Kelly ♥

      Excluir
  2. "Pensei que não aprenderia uma forma de dizer adeus, na verdade demorei muito para poder pensar em deixar você ir e quando eu vi, você já tinha ido fazia tempo." Essa frase me definiu muito. Esse texto ficou muito bom.
    Leitor novo aqui, estou lendo o seu blog a algum tempo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se identificou de alguma forma Bryan, sempre bom ler isso!
      Muito obrigada mesmo viu? Bem vindo ♥

      Excluir
  3. Oooi! Tudo bem?

    Seus textos sempre conseguem me tocar de uma forma única *--* me identifico muito com suas "personagens" e os sentimentos retratados. E parece que você sempre escreve direcionado para mim. Terminei um relacionamento a um bom tempo já, mas que meio que me persegue até hoje, e a alguns dias não é que vi no perfil dele que ele está morando com uma outra pessoa? Nossa, doeu, mas eu fiquei feliz por ele. Temos que aprender a "deixar ir", não é mesmo?

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, tão bom ler isso! ♥
      Eu imagino, passei por uma parecida há pouco tempo, chorei na sacada do prédio no meio da cidade grande até enfim adormecer no chão gelado. Acordei meio zonza no meio da madrugada, sorri para mim mesma e fui dormir tranquila. De manhã eu já estava melhor. Essas coisas machucam, dói, mas passa. ♥

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...