30 de maio de 2016

Por favor, só não me procure em outro alguém

Entenda uma coisa de uma vez por todas, as pessoas não são insubstituíveis, mas isso não quer dizer que o mundo guarde mais algumas tantas iguais a mim. Não me procure em outro alguém, não procure por outros corpos querendo sentir o calor do meu toque, você não vai me encontrar em qualquer outra. Não se iluda com meu perfume barato nas ruas da cidade habitando outros pulsos frágeis, há tanto de mim fragmentado por aí, mas nenhuma outra pessoa conseguirá ser meu todo.

Você não vai encontrar os mesmos surtos infantis, não vai terminar enrolado nos lençóis com qualquer outra depois de uma discussão e se assim for, nada será como já foi. Entenda, por favor, que ninguém vai fazer igual ao que você já teve um dia. O mundo é muito mais maduro agora, você sabe que não está em busca de um passado retalhado. Encontre novos sabores, não se apegue a nada que me prenda a tua vida. Você sabe que não quer isso, sabe que por mais memórias boas que eu tenha lhe proporcionado, por algum motivo, não deu certo. 

Não toquei as mesmas trilhas sonoras em outros romances, não procurei pelo mesmo som da tua voz em qualquer outra boca. Não insisti em te levar comigo em outras personalidades. Não trilhei um caminho em busca de mais nenhum outro abraço que soasse sequer parecido. Por mais parecido que alguém seja, nunca será exatamente quem você já foi.

Não vou dizer que nunca te busquei em outro alguém, mas que entendi que não te encontrarei em outro corpo. Tudo o que tive ao seu lado foi único, apesar de substituível. Não quero me fragmentar em outras pessoas para você, eu já estou aqui, completa e sendo quem eu sempre fui. Por favor, só não me procure em outro alguém quando sabe que estou inteira em algum canto do universo. Não busque meus pedaços quando pode me encontrar completa em algum lugar.

O modo mais rápido de abater a saudade não é insistir numa busca implacável pelo desconhecido que você acha que conhece. Peço, sinceramente, que desista de me buscar por aí. Não estarei nas mãos, no cabelo, no modo de olhar de mais ninguém. Se ainda insiste em me procurar, me procure realmente, pois sabe exatamente onde me encontrar.

11 comentários:

  1. Me tocou muito o seu texto, hoje em dia as pessoas acham que as outras são substitutivos e nada nesse vida é substituível, somos seres únicos, podemos ser parecidos, mas nunca iguais.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma verdade pura e inegável. Somos parecidos, mas jamais seremos iguais. <3

      Excluir
  2. ai moça, que lindo <3 eu precisava muito ler algo assim, chegou na hora certa <3
    beijim
    transbor-dando.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter ajudado de alguma forma <3

      Excluir
  3. "Por favor, só não me procure em outro alguém quando sabe que estou inteira em algum canto do universo." <333

    Teu texto nao tem uma "dose" de sentimentos, tem logo uma tonelada mesmo! Quanta coisa me passou na cabeca lendo uas linhas sensiveis e cheia de recordacoes. Parabens pelo texto. Sou apegada aqueles que conseguem escrever e me levarem pra outro lugar, e voce conseguiu.

    <3 Beijo beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn Beeca! Como agradecer um comentário desses? <3 <3 <3

      Excluir
  4. O que falar sobre esse textoo, socorro Gabi. Tá muito lindo, muito muito mesmo. Fiquei sem palavras, apenas fiquei aqui, refletindo sobre tudo o que tu disse. Essa é a mais pura verdade, às vezes insistimos em procurar alguém em outra pessoa, mas jamais iremos achar. Apenas fragmentos, como tu disse. E fragmentos não nos servem...

    Parabéns pelo texto <3

    Beijos.

    www.letrasnagaveta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn Mari, muito obrigada mesmo! Realmente não queremos fragmentos, queremos o todo, completo. Não adianta procurar por aí, não vamos encontrar o que já foi perdido, só se voltarmos atrás <3

      Excluir
  5. Cada vez mais eu me surpreendo contigo, Gabi.
    Você dança bem.
    Desenha bem.
    Toca vários instrumentos.
    E escreve maravilhosamente bem.
    Tipo de um jeito que eu nem consigo dizer o quanto é bom, eu juro.
    Meia hora em París tem um lugar especial no meu coração e por favor, nunca nos deixe. Ok? Ok.
    Esse texto ta mais que incrível e eu quis copiar vários de seus trechos para colar aqui dizendo ser meu favorito, mas o amei por inteiro, e não seus fragmentos, rs.
    Me identifiquei e deu até vontade de mandar para ele...
    Mas tudo bem, haha.
    Lindaaaaaaaaa
    Mil beijos

    Com carinho, Beca; Café de Beira de Estrada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Costumo dizer que eu sou uma pulguinha que não para quieta numa coisa só! hahahaha eu tento de tudo, não que eu faça tudo as mil maravilhas, mas fico orgulhosa de tentar hahahaha <3
      Muito obrigada, mesmo, mesmo, mesmo, teus comentários me trazem uma sensação boa no coração <3
      Não irei deixar aqui jamais, mas tô numa culpa imensa de estar deixando a poeira entrar por causa da confusão que anda a minha vida e não consigo dar conta... eu supero, logo, espero u_u
      Love u <3

      Excluir
    2. Supera sim, vai ficar tudo lindo e bem <3 Love u too *-*

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...