5 de julho de 2016

Não existe mais amor como antigamente

Se tem uma coisa que é certa no mundo, é que ele anda em constante evolução. Tudo muda tão rápido, as coisas de ontem já são ultrapassadas e o presente parece ter um tempo limitado extremamente ligeiro. Vamos perdendo costumes, enfrentando novas gerações, criando novos paradigmas e esquecendo do sentido da vida a cada dia. Parece que tudo quer mudar, tudo exige mudanças, mas ninguém quer manter, no mínimo, a essência daquilo que é verdadeiro.

Por isso eu afirmo, não existe mais amor como antigamente. Não existe mais sentimento como já existiu um dia, as coisas andam tão mesquinhas hoje em dia que fica cada vez mais difícil encontrar alguém que demonstre, de forma verdadeira, aquilo que sente. As pessoas cansam rápido, se desinteressam de uma hora para outra, esquecem do que viveram e preferem ignorar o que sentem por ser mais fácil de digerir toda a questão para si.

A humanidade anda cada vez mais egoísta, mais egocêntrica, mais orgulhosa. Não vejo mais brilhos no olhar que duram por tempos, os abraços estão cada vez mais vazios, os corações cada vez mais frios, o beijo cada dia mais seco. Onde foi parar a época do romantismo exagerado? Onde foram todos aqueles metidos a poetas cheios de amor para espalhar? 

Não se fazem mais relacionamentos como antes, hoje tudo é tão passageiro, tudo tem prazo de validade, tudo enjoa de um dia para o outro. As pessoas se cansam muito rápido, não cultivam a paciência, não tem vontade de conhecer o outro, de aceitar seus defeitos. Hoje em dia é muito mais fácil substituir, se alguém não tem algo que se quer, talvez aquele outro tenha. O amor anda muito substituível, muito desvalorizado.

O amor que se cultiva hoje deixa a desejar, estamos fragilizando um sentimento intensamente verdadeiro, o diminuindo ao ponto de chegar a ser inútil. Estamos removendo a essência das borboletas no estômago, do beijo com vontade, do abraço de dois corações. Estamos deixando cada dia mais de amar e nos permitindo apenas achar que estamos apaixonados por qualquer pessoa e a qualquer momento. 

Não existe mais amor como antigamente, não se sabe onde foi parar a essência daquilo que deveria ser ao todo verdadeiro. Já deveriam começar a espalhar plaquinhas no velho oeste de "Procura-se o amor, desaparecido há tempos". Quando é que começamos a assassinar esse sentimento valioso? Já está na hora de parar de achar que o amor é só aquele calorzinho no coração e enxergar que vai muito além de uma pequena faísca qualquer.

6 comentários:

  1. Não existe mesmo. Não existe mais cavalheirismo, mais mimos, mais carinhos como antigamente. Nós evoluímos, mas regredimos nesse quesito. Hoje é tudo tão automatizado que simplesmente esquecemos dos detalhes, do coração rs. Adorei o texto ♥ Dá uma bela reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos esquecendo os detalhes importantes do amor. Que bom que gostou! ♥

      Excluir
  2. Amei o texto, excelente reflexão!!
    Beijoos. ❤
    http://www.amordeluaazul.com.br

    ResponderExcluir
  3. É verdade com tudo que inventam dia a pós dia as pessoas estão esquecendo o amor,como se fosse algo assim sem mais nem menos.
    Gostei muito do seu texto,foi bem profundo.
    https://blogaventurasdiarias.blogspot.com.br/search/label/histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, que bom que gostou flor! ♥
      Realmente o amor anda meio desvalorizado, mas aos poucos os coraçãozinhos cheios de amor de verdade vão mudando isso!

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...