19 de julho de 2016

Só queria que tudo fosse mais simples

Às vezes tudo o que a gente precisa é daquilo que é simples, daquilo que de tão comum parece se tornar singelo. Tem vezes que precisamos de metáforas, das mais cafonas e antiquadas possíveis. De clichês baratos, de sentimentalismo exageradamente brega. Há dias em que é preciso desapegar de rotinas, enfrentar as leis que regem o universo e só desejar que, mesmo em guerra com você, ele resolva conspirar à seu favor.

Hoje eu só queria que tudo fosse mais singelo, mais comum e menos detalhado. Queria poder fechar os olhos ao caminhar com a certeza de que não tropeçaria em canto algum. Queria olhar a lua e estender o braço sabendo que iria alcançá-la, sussurrar minha prece ao vento e saber que chegaria aos teus ouvidos. Eu queria poder dormir sem que a ansiedade me matasse por dentro, deitar a cabeça no travesseiro e não ser despertada por pesadelos reais. Eu só queria poder ver a vida da forma mais simples que ela pode ser e deixar de lado essa mania de complicar as coisas.

Para hoje eu despejaria mil frascos de amor em cada coraçãozinho desacreditado, espalharia o perdão pelos rancorosos de esquina e priorizaria o ser humano como ele deveria ser, não como ele é. Eu só queria a essência do simples que escondemos em baixo de mil faces, gostaria de poder compartilhar de sentimentalismo, das verdades que cada um guarda na alma. Hoje eu queria um amor por inteiro, daqueles que não entregam o físico, mas o que tem lá dentro. Um amor que venha para mudar, para enfrentar as barreiras que a cultura nos dá, para somar as incertezas do caminho e cessar a sede de risadas. 

Eu queria que o mundo fosse dos poetas, dos loucos, dos donos de espíritos sedentos pela liberdade de viver. Queria que o mundo fosse daqueles que inspiram amor quase como cupidos de uma sociedade mal estruturada. Como eu queria que o mundo fosse só um pouco mais simples, mais livre de rotinas, menos regrado de mandamentos. 

Hoje eu só queria que tudo fosse mais calmo, que o aroma fosse doce, que não houvesse desavenças. Queria um mundo onde as pessoas tivessem brilho no olhar, fossem apaixonadas por cada minuto que dedicam aquilo que fazem, um mundo onde o mundo fosse menos mesquinho. Eu só queria que as pessoas entendessem que talvez regar um mundo mais doce possa trazer uma vida menos amarga.

4 comentários:

  1. Tô aqui in love com seu texto Gabi. ♥

    ResponderExcluir
  2. Nossa,eu amei esse texto,disse tudo que eu precisava ouvir.
    blogaventurasdiarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...