6 de agosto de 2016

20 livros conhecidos para não deixar de ler - Parte I

Estava eu pensando em sair do meu habitual em relação aos livros. Digamos que estou sempre lendo algo que é lançamento, mas nunca (ou quase nunca) pego livros já bastante conhecidos para ler. Talvez porque tenha visto filmes sobre as obras ou ouvido falar muito que eu me veja perdendo o interesse ou deixando eles para depois. Porém, eis que surge Jules Verne (ou Júlio Verne) e me encanta com sua escrita e resolvo que minhas metas de leitura vão começar a mudar. Então, trago para vocês 20 opções de livros conhecidos extremamente bons e que valem muito a pena ler para ontem. Sério, não vamos deixar de ler essas obras incríveis. 
** Dividirei o post em dois pois ficou enorme,  para ver a Parte II clique aqui**
1. A Volta ao Mundo em 80 Dias - Júlio Verne
Hileas Fogg, um aristocrata inglês, faz uma aposta arrojada com os membros do seu clube em como dará a volta ao mundo em 80 dias. Parte então à aventura, acompanhado pelo seu criado. Para vencer o desafio, teria de estar de volta a Londres no dia 21 de Dezembro de 1872, às vinte horas e quarenta e cinco minutos. Porém, Fogg é acusado de estar por detrás do assalto ao Banco de Inglaterra, o que fará com que o detective Fix parta no seu encalço, perseguindo-o para onde quer que Fogg vá. Do Egipto à Índia, e depois para a China, Japão, Estados Unidos (São Francisco e Nova Iorque) e de volta a Inglaterra, somos levados numa viagem através de vários continentes, em diversos meios de transporte existentes na época - vapores, comboios, carruagens , e até mesmo elefante -, numa jornada emocionante que desperta o nosso espírito de aventura e nos leva de volta à infância.

2. O Caçador de Pipas - Khaled Hosseini
O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.

3. Laranja Mecânica - Anthony Burgess 
Publicado pela primeira vez em 1962, e imortalizado 9 anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século 20. Meio século depois, a perturbadora história de Alex – membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social – continua fascinando, e desconcertando, leitores mundo afora.

4. O Pequeno Príncipe - Antonie de Saint-Exupéry
Um rei pensava que todos eram seus súditos, apesar de não haver ninguém por perto. Um homem de negócios se dizia muito sério e ocupado, mas não tinha tempo para sonhar. Um bêbado bebia para esquecer a vergonha que sentia por beber. Um geógrafo se dizia sábio mas não sabia nada da geografia do seu próprio país. Assim, cada personagem mostra o quanto as “pessoas grandes” se preocupam com coisas inúteis e não dão valor ao que merece. Isso tudo pode ser traduzido por uma frase da raposa, personagem que ensina ao menino de cabelos dourados o segredo do amor: “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”.

5. O Velho e o Mar - Ernest Hemingway
Essa é a história de um homem que convive com a solidão do alto-mar, com seus sonhos e pensamentos, sua luta pela sobrevivência e sua inabalável confiança na vida. Esse é o fio do enredo - fio tenso como o que prende na ponta da linha o grande peixe que acaba de ser pescado - com o qual Hemingway arma uma das mais belas obras da literatura contemporânea.Há 84 dias que Santiago, um velho pescador, não apanhava um único peixe. Por isso já diziam se tratar de um salao, ou seja, um azarento da pior espécie. Mas Santiago possui têmpera de aço, acredita em si mesmo, e parte sozinho para o mar alto, munido da certeza de que, desta vez, será bem- sucedido no seu trabalho.

6. Orgulho e Preconceito - Jane Austen
Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

7. Vinte Mil Léguas Submarinas - Júlio Verne
Essa é a história de um homem que convive com a solidão do alto-mar, com seus sonhos e pensamentos, sua luta pela sobrevivência e sua inabalável confiança na vida. Esse é o fio do enredo - fio tenso como o que prende na ponta da linha o grande peixe que acaba de ser pescado - com o qual Hemingway arma uma das mais belas obras da literatura contemporânea. Há 84 dias que Santiago, um velho pescador, não apanhava um único peixe. Por isso já diziam se tratar de um salao, ou seja, um azarento da pior espécie. Mas Santiago possui têmpera de aço, acredita em si mesmo, e parte sozinho para o mar alto, munido da certeza de que, desta vez, será bem- sucedido no seu trabalho.

8. Alice no País das Maravilhas - Lewis Carroll
Obras-primas de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho há mais de um século encantam crianças e adultos. Instigante, divertida, inusitada, profunda, a saga de Alice é inesgotavelmente interpretada, parodiada, filmada, citada... e, é claro, lida. Esta edição de bolso contendo os dois clássicos, inédita no mercado brasileiro, traz os textos na íntegra e ilustrações originais de John Tenniel. Imperdível!

9. A Ilha Misteriosa - Júlio Verne
Cinco “náufragos do ar”, arrastados em seu balão por um furacão, aterrissam numa ilha deserta do Pacífico Sul, em 24 de março de 1865. Contando somente com a roupa do corpo, porém enérgicos e determinados, o pequeno núcleo de colonos irá refazer toda a longa trajetória da civilização: da pré-história aos tempos modernos, do domínio do fogo à fabricação de nitroglicerina, dos primeiros artefatos à pilha elé- trica, da cerâmica rudimentar à instalação de um elevador e de um telégrafo, sem deixar de passar pelo advento da agricultura e da pecuária. Mas logo perceberão, escondida na ilha, uma presença misteriosa, cujas intervenções eles constatam, sem no entanto descobrirem sua origem... Sucesso desde o lançamento, A ilha misteriosa é uma viagem extraordinária, e também uma reflexão sobre a humanidade, sua definição e seus limites. Um clássico incontestável, e uma obra especial para os amantes de 20 mil léguas submarinas e do Capitão Nemo. Essa edição traz o texto integral, copiosas notas e ilustrações, glossário de termos náuticos, cronologia de vida e obra de Jules Verne e um revelador texto de apresentação.

10. A Revolução dos Bichos - George Orwell
Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, "A Revolução dos Bichos" é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. De fato, são claras as referências: o despótico Napoleão seria Stálin, o banido Bola-de-Neve seria Trotsky, e os eventos políticos - expurgos, instituição de um estado policial, deturpação tendenciosa da História - mimetizam os que estavam em curso na União Soviética. Com o acirramento da Guerra Fria, as mesmas razões que causaram constrangimento na época de sua publicação levaram A Revolução Dos Bichos a ser amplamente usada pelo Ocidente nas décadas seguintes como arma ideológica contra o comunismo. O próprio Orwell, adepto do socialismo e inimigo de qualquer forma de manipulação política, sentiu-se incomodado com a utilização de sua fábula como panfleto.


Esse post faz parte do Blog Every Day August.

8 comentários:

  1. Quanto livro bacana ♥ Orgulho e Preconceito é uma história incrível e super concordo, todo mundo deveria ler pelo menos uma vez na vida. Alice e Pequeno Príncipe são dois que também estão no topo de "você tem que ler". Tem tanto livro interessante por aí, né? É difícil conhecer todos, mas alguns são indispensáveis. Adorei a lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orgulho e Preconceito é uma história linda! Super concordo com Alive e Pequeno Príncipe! Tem muito livro bom para a gente ler, acho que uma vida ainda é insuficiente! hahaha ♥

      Excluir
  2. Da lista eu já li e amei O Velho e o Mar, Alice no País das Maravilhas e A Revolução dos Bichos <3
    Estou na metade de Vinte Mil Léguas Submarinas!

    ✦ ✧ http://bruna-morgan.blogspot.com ✧ ✦

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh! Sério? Todos livros lindos! E mds, como eu ando amando Julio Verne ♥

      Excluir
  3. Amei essa lista! Já li alguns e outros não conhecia, vou procurar os que me interessei! :)

    ResponderExcluir
  4. Acho que a única leitura que eu não arriscaria é Laranja Mecânica porque já peguei pra dar uma olhada uma vez e aquele vocabulário me deixou toda confusa, então não sei se teria a paciência necessária pra me dedicar direito à leitura dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li Laranja Mecânica, mas é um dos meus mais desejados! Se bem que todos meus "mais desejados" estão nessa lista, então... hahahaha ♥

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...