6 de outubro de 2016

Você que já experimentou a vida, tem gosto de quê?

Vejo tantos amores vagos, tanta rotina sem rumo, tanto caminho sem nexo, tantos porquês sem poréns e me pergunto: quem, no meio disso tudo, já experimentou viver? Digo, viver de fato, além do que aparenta. É tanta obrigação lá, responsabilidades aqui, cumprir horários ali e o tempo para a vida de fato acaba sendo esquecido. Parece que vivemos uma vida para só os outros tomarem proveito e esquecemos que temos um prazo de validade no mundo, uma data limite imprevisível. 

Às vezes fico pensando que nossa grandeza principal como seres humanos mais nos leva ao extermínio, do que à glória. De que vale uma vida inteira dedicada fortemente a algo se privando de viver realmente se ao final terá pouco ou nada como proveito? Não digo para não haver dedicação naquilo que se almeja, digo para não haver tanto apego ao material. Para se deixar sentir a vida de outros modos.

Bem aventurados são aqueles que no caos do mundo superam a rotina e mergulham de cabeça no que é realmente a vida. Aqueles que se entregam inteiros: de corpo, alma e coração. Os que não tem medo de ser vulneráveis e sim, entendem que ser forte é se arriscar por saber que a vida é breve demais para se privar de certas coisas pelo medo de se machucar. 

Você que já experimentou a vida, tem gosto de quê? É, você que em meio as leis que regem o mundo encontrou um jeitinho de aproveitar sua existência no mundo, vem cá, me diz. Consegue descrever para mim a sensação de liberdade que percorre por dentro? Ser livre não é apenas pensar como se a porta de uma grande gaiola estivesse aberta, é se permitir conhecer outras gaiolas de tempos em tempos só para aproveitar a paisagem do caminho que liga todas elas.

A vida é muito mais que as obrigações. É muito mais que o cansaço no fim do dia, é a recompensa do esforço diário curtindo aquela sua música favorita, é se desprender do mundo para encontrar a si mesmo. Viver não se resume apenas a existir, milhões andam como bonecos de plástico pré-programados para agir. Não seja como eles, não só experimente, mas deguste da vida com vontade. 

2 comentários:

  1. Sem palavras .. Foi como você me deixou com seu texto. E não é que é mesmo assim? Vivemos nos preocupando com o amanhã, com opiniões alheias, com qualquer coisa, mas nos preocupamos muito pouco, com a nossa felicidade. Parabéns seu texto é ótimo, e lhe desejo todo sucesso do mundo. <3

    http://escolidivas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, de coração! Fico empolgada que nem criança quando leio comentários tão lindos assim!

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...