24 de março de 2017

8 dicas que vão te ajudar a começar, de uma vez por todas

        Como sendo esse meu primeiro artigo no blog, me senti na obrigação de escrever relacionando algo já existente aqui. Então fui atrás de informação. Com toda a onda “ano novo, vida nova” que o início do ano traz, eu estava muito propensa a discutir organização. Foi quando me deparei com este artigo da Gabi, que decidi: é por aqui que eu começo. Para dar essa primeira impressão que sou organizada, também. 
        Introduções à parte, e assim sejam as superstições, criar regras de organização a cada início deveria deixar de ser tabu ou ritual (que invoca a deusa do sucesso) para se tornar rotina. 
        Começar novas experiências exige uma nova rotina, mesmo que essa seja não seguir nenhuma. É uma maneira de preparar seu corpo, mente e pessoas ao seu redor para os goals que pretende realizar, em determinado período. Assim sendo, achei que a melhor maneira de me introduzir seria colocar um pouco da minha rotina e da maneira como me organizo. E para isso, preparei 8 dicas (ao meu ver, as mais simples e essenciais) sobre como organizar seu dia, seu mês, seu ano, sua vida (sem exageros!). 

1- Estabelecer metas 
Antes de qualquer ação precipitada de mudança é preciso entender seu objetivo. O que você quer fazer ou se tornar? Quando projetamos nossas metas, temos mais facilidade de dedicar nossas energias e nosso tempo para suas realizações. Recomendo criar uma de cada vez, para que não se torne algo cansativo e incontrolável. 

2- Dividir 
Não dá para colocar o objetivo como seu único caminho, por assim dizer. Dividir em etapas, o que parece bastante óbvio, é a parte mais difícil na realização de uma meta. Para isso você precisa entender o que pode fazer por primeiro, algo que não dependa de muita especialização, que seja fácil e rápido. Se você separar dessa forma, o trabalho vai render e o resultado será maior, pode apostar! 

3- Regrar suas ações 
Cada etapa precisa de uma regra, é fato. Além de agilizar o trabalho, fará você se sentir mais satisfeito com o resultado. Claro que essa parte é bastante personalizada, pois não possui a maneira correta de fazer. Estabeleça um determinado horário, ou estação, ou lugar, você que escolhe, desde que seja feito. No fim, recompense a si mesmo. Você merece reconhecimento próprio por seu trabalho, sem falar que é uma forma de te motivar para o próximo task. 

4- Manter sua mesa de trabalho nos padrões aceitáveis 
Minha mesa de trabalho é uma bagunça, eu confesso; mas está dentro dos padrões aceitáveis de um artesão. O importante é que sua mesa ou local de trabalho te deixem trabalhar. Caso contrário, cartão vermelho. O canto de trabalho de um profissional é o reflexo de sua competência; cuidado com isso! 

5- Verifique sua bolsa 
Nossas bolsas são a extensão de nossas mãos. Tudo, ou quase tudo, já passou por aí e deixou vestígios, como uma caixinha de chicletes ou algumas moedas. Verificar a bolsa toma pouco tempo de nossas vidas e mesmo assim é gratificante. Eu arrumo a minha bolsa da faculdade toda a sexta a noite, para tirar as coisas da semana e já prepará-la para a próxima rodada. Mantenha um dia e dê atenção a sua parceira de ombro. 

6- Arrume seu e-mail 
Esqueci de dizer: sou viciada no meu e-mail. Por lá recebo todas as informações de blogs que eu sigo e amo, sem falar das inspirações para novos posts. Resumindo, uso meu e-mail mais do que meu Instagram. Se você não usa, tudo bem, mas entenda que arrumar ele (nem que seja uma vez por ano) é como arrumar um guarda-roupa. Daqui a pouco você encontra aquele texto antigo, ou aquele site que você esqueceu que existia e gostava tanto de ler. O seu e-mail é sua plataforma social e formal, não tem o porquê de ignorá-lo. 

7- Administrar o tempo 
Não significa que você precisa saber o horário exato que seu ônibus passa, até por que isso ainda não pode ser calculado. O que eu quero dizer com administrar seu tempo é checar suas atividades obrigatórias do dia, como lavar a louça, e calcular o tempo que elas te tomam. Assim você terá um panorama geral de quanto te ocupa as práticas obrigatórias e quanto tempo sobra para realizar seus assuntos pessoais. 

8- Escrever 
O mais importante para o final, sempre. Não adianta deixar suas responsabilidades anotadas na memória ou em uma notinha qualquer, que possa parar no seletivo. Escreva em lugares que você possa ver e lembrar, como na porta da geladeira, ou no teclado do computador. Para mim, a melhor opção é manter uma agenda, seja ela diária, semanal, mensal, ou um Bullet Journal. Anotar para não esquecer e, mais importante, para lembrar toda a hora. 

E vocês? O que fazem para se organizar?


2 comentários:

  1. Com esse seu post eu percebi o poço sem fundo que eu estou enfiada. As metas, divisões e e-mails estão organizados. Mas em compensação, meu tempo tá super mal administrado, minha escrivaninha (vulgo home office) está uma bagunça e mal consigo colocar meu notebook fechado lá em cima. A bolsa é quase uma lixeira e a maioria das coisas esqueço porque não escrevo em lugar nenhum. Obrigada pelas dicas, viu? É sempre bom ter algumas ideias a mais pra ajudar a começar.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom o post né? A Paola chegou com tudo dando boas dicas e acrescentando demais aqui no blog! Fico feliz que tenha ajudado de alguma forma <3

      Excluir

Seja mais do que bem-vindo!

Não esqueça de voltar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...